domingo, 17 de agosto de 2008

Sei lá (Dani)

Não sei o que escrever. Não escreve nada entao, ué. Mas eu preciso, eu sempre preciso. Porque senão corro o risco de cair no ridículo daqueles que sentem muito e não falam nada.

Mas eu não quero a prepotência de quem acha sentir muito. Às vezes eu penso que todo mundo sente igual, mas uns prestam mais atenção que outros. Mas eu preciso escrever.

Porque eu estou com medo do mundo. Eu estou toda clichê, mas eu tô com medo mesmo. Porque o mundo já não é mais como eu conheço, e eu não tenho pra onde correr, no fim das contas. Porque as pessoas têm cara feia nos dias que eu estou disposta a dar meu melhor sorriso, e eu tenho medo de sorrir e ofender alguém.

Porque as pessoas se ofendem com qualquer coisa. E eu tenho vontade de correr e de me esconder, e acabo parando no meu travesseiro, chorando por mim e por todo mundo, chorando porque ninguém pertence mais a lugar nenhum. Nem eu.

Quanto mais eu tento achar meu lugar, mais parece que ele se muda constantemente. E nada disso está fazendo o menor sentido, eu sei, mas dane-se. Não quero mais escrever.

Um comentário:

Kat disse...

vc já me disse que escrever é como levar pro mundo o "problema", fazer como se não fosse mas parte de vc. e eu te entendo perfeitamente quando a gente não quer escrever, mas precisa muito. eu sempre quero acreditar que ainda não é a hora, mas vai lá saber se isso também não é clichê.
bjo croi